Brincar

Talvez já tenha acontecido de você ver seu filho brincando de “casinha”, interagindo com bonecos, ou de “trabalhar”, fingindo que está no computador. Se você não passou por isso, com certeza passará, porque o “faz de conta” é parte da brincadeira de 100% das crianças em alguma fase da infância.

As brincadeiras fazem parte da rotina escolar das turmas da Educação Infantil, e no início de Junho o Maternal I teve essa atividade intensificada. A professora Vanessa disponibilizou para a turma uma caixa com fantasias e cada criança escolheu o que mais lhe agradava. Foram momentos de muita descontração, imaginação e interação. Era  princesa para um lado, herói de outro, fadas, mamães e professoras. Transformaram todas as referências que possuem (desenhos, filmes, atividades do dia a dia) em brincadeira com as fantasias.

O que parece tão simples se transforma em uma atividade de grande complexidade, que desencadeia o uso da imaginação e, consequentemente, o desenvolvimento da criatividade, habilidade tão importante quanto qualquer outra. Através desse tipo de experiência a criança pode reviver situações que lhe causam diferentes emoções, como, alegria, ansiedade, tristeza, euforia, e com mediação pedagógica, assimilar melhor tudo isso.

Brincando de faz de conta a criança desenvolve a atenção, a memória, a autonomia, a capacidade de resolver problemas, se socializa, desperta a curiosidade e a imaginação, de maneira prazerosa e como participante ativo do seu próprio processo de aprendizagem.

Por isso, valorize esses momentos com seu filho, observe suas brincadeiras sem julgamento, sem impor os limites e padrões da nossa “realidade” e, para que a experiência seja ainda melhor, permita-se brincar com ele, conecte-se com sua criança interior e explore sua própria imaginação, assim você amplia as possibilidades da criança e, principalmente, vivencia um momento único, daqueles para guardar na memória para sempre.

Mais que formação, é transformação!

0 Comentários

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*