Elaborando Pôsteres Acadêmicos

Elaborando Pôsteres Acadêmicos

Para explorar as possibilidades que os gêneros textuais proporcionam, por que não trabalhar de forma integrada com assuntos que se aproximam do cotidiano e do interesse dos alunos? Indagações como essa motivaram um projeto transdisciplinar entre Geografia e Língua Portuguesa, com as professoras Maria Luiza Gusberti e Fernanda Jardim propondo a produção de um pôster acadêmico no formato da Semana de Pesquisa e Extensão da UFSC – a SEPEX. O mesmo modelo também é comumente solicitado na Semana de Iniciação Científica – SIC desta mesma universidade e permitiu aos nossos estudantes escreverem em grupo – introdução, desenvolvimento, conclusão – para que o texto fosse revisado por eles mesmos e pelas professoras, que orientaram tanto na cientificidade dos conteúdos quanto nas normas de escrita, conforme a ABNT.

Atribuindo temas contemporâneos nas produção de pôsteres permitimos uma maior identificação entre o aluno e o projeto. Em vista disso, os objetos de pesquisa propostos misturam geografia e contemporaneidade: Games Digitais, Agricultura Digital e A vida abaixo da linha da pobreza.

Entre as funções de um pôster estão a capacidade de divulgar, instruir e informar. A necessidade de um texto mais claro e objetivo desenvolve as habilidades de síntese e análise, que quando bem elaboradas, facilitam o aprendizado e permitem que o aluno analise o todo e separe as informações e conceitos relevantes dos irrelevantes. Por isso, para cada temática proposta questões significativas foram sugeridas.

Na educação é no caminhar que a mágica acontece, uma boa proposta precisa ser concretizada. As etapas de elaboração e desenvolvimento do trabalho foram organizadas de maneira que os objetos de pesquisa fossem investigados com profundidade exigindo o aprimoramento de diversas habilidades, entre elas as habilidades fundamentais, como leitura e escrita, como também se trabalhasse as habilidades do século XXI: trabalho em equipe, resolução de problemas, coleta de pesquisas, gerenciamento de tempo, síntese de informações e uso de ferramentas de alta tecnologia. Por ser um projeto grande e, em alguns momentos, complexo de se fazer sozinho, optamos pelo trabalho em equipe buscando aperfeiçoar habilidades mistas e reunindo talentos de forma colaborativa.

Cada fase foi acompanhada e orientada de pertinho pelas professoras, desde a seleção das fontes de pesquisa, a produção dos fichamentos, a escrita coletiva até a formatação final dos pôsteres. Confira alguns desses pôsteres a seguir. Todos ganhamos. Mais uma vez, desde o Ensino Fundamental, o Guroo estreita os laços entre a escola e a universidade.

Confira abaixo o resultado dos trabalhos:

Mais que formação, é transformação!

0 Comentários

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*