Estado de Flow, um dos passos para a caminhada do propósito de vida

Estado de Flow, um dos passos para a caminhada do propósito de vida

Por Silvia Lazzaretti, escritora e educadora

As sociedades humanas se desenvolveram por meio da criatividade, sem que muitas vezes houvesse pressão ou força para criar novas possibilidades e soluções. Algumas populações antigas tinham relações próximas a um estado, que talvez possamos traduzir como o êxtase, hoje conhecidas como Estado de Flow, ou Teoria do Flow. 

Mihaly Csikszentmihalyi é o professor e pesquisador que desenvolveu a Teoria do Flow: estado de maior foco experienciado pelos seres humanos. 

Sabe aquele momento, em que você esquece que existe tempo? Em que os ponteiros passaram sem serem sentidos no relógio?

Provavelmente, durante estes momentos, você estava imerso em atividades tão prazerosas, que levam as pessoas a estarem completamente concentradas. Assim é, por exemplo, com um músico no momento em que compõe. Porém o Estado de Flow não é habilidade somente conquistada pelos artistas, todos os seres humanos são capazes de realizar atividades, que atravessam sensações e o tempo.

No Café com a Lisi #13, a diretora Lisiê deu algumas dicas sobre como viver seu IKIGAI (propósito de vida). Em uma de suas valiosas dicas, falou sobre o estado de presença no Aqui e Agora. Estar no presente, sentindo as sensações do espaço é uma das formas de presenciar o Estado de Flow e a meditação pode ser um bom recurso para a realização da presença no Aqui e Agora.

Muitas pessoas dizem não conseguir meditar, pois acreditam que  somente é possível fazê-lo em silêncio, de olhos fechados, ouvindo um mantra. Esta é uma das formas de atingir o estado meditativo, afinal, a Teoria do Flow mostra que se pode atingir um estado de presença em uma atividade, conhecido como meditação ativa.

Como primeiro passo para encontrar o seu Estado de Flow, é interessante prestar atenção nas atividades cotidianas que dão prazer. Sejam elas ligadas a criatividade artística ou não, como por exemplo cozinhar, sendo uma atividade simples, que dá possibilidades de diferentes sensações.

Após perceber, quais atividades do dia dão a sensação de que o tempo é inexistente, pode-se, então, planejar espaços e momentos para a realização delas. Este é um grande passo para a caminhada rumo ao propósito de vida!

Mais que formação, é transformação!

0 Comentários

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*