Matrículas Abertas: +55 (48) 3233-0785

Você sabe o que é o número pi?

Você sabe o que é o número pi?

Existe uma mistificação do número PI. Sem dúvida, é o número mais famoso da história da humanidade. Quem nunca ouviu falar do Pi? Matematicamente falando, esse número é um valor constante obtido pela divisão da medida do comprimento da circunferência pelo seu respectivo diâmetro. Isso significa que a razão entre o comprimento e o diâmetro de uma circunferência é sempre o mesmo valor, independentemente do tamanho que ela tenha.

Sua história começa no Antigo Egito, há mais de 400 anos. Os egípcios sabiam lidar muito bem com razões, e assim determinaram com facilidade a razão entre o comprimento e o diâmetro da circunferência. O valor obtido foi um “pouquinho maior do que 3”, aproximadamente 3,16. Por volta do séc. III, Arquimedes calculou o número Pi usando um procedimento científico e, por meio de processos geométricos, ele conseguiu um valor aproximado de 3,142857. Os estudos em torno desse número foram evoluindo com o passar do tempo, e outras civilizações contribuíram com a evolução do valor aproximado, como, por exemplo, os chineses, por volta do séc. V, que conseguiram a estimativa de 3,14159. Como os cálculos eram feitos à mão, determinar a próxima casa decimal não era algo trivial, o holandês Ludolph van Cuelen demorou alguns anos para determinar 35 casas decimais.

Hoje, com o auxílio dos computadores, os cientistas já conseguem calcular o valor do Pi com milhões de casas decimais, e o  recorde atual pertence a uma universidade americana., que determinou o valor com precisão de 8 quatrilhões de casas decimais.

Neste bimestre, os alunos do 8º Ano participaram de uma oficina proposta pelo professor Gilberto, cujo objetivo era obter o valor aproximado de Pi na prática. Como assim? Cada dupla trouxe para a sala de aula objetos circulares de tamanhos diferentes. Com o auxílio de barbante, determinaram o valor do comprimento da circunferência (C) e, em seguida, com a régua, mediram o diâmetro (d). Feito isso, anotaram os valores em uma tabela. Para finalizar, realizaram a seguinte operação, C:d e, com o resultado, chegaram em torno de 3,14, concluindo com louvor a proposta da oficina.

Foi um trabalho muito divertido e prazeroso, em que os alunos tiveram a oportunidade de conceituar um termo matemático na prática.

 

Mais que formação, é transformação!

0 Comentários

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*