Matrículas Abertas: +55 (48) 3233-0785

Curitiba Cultural

Curitiba Cultural

Em um projeto conjunto dos professores Maurício (História) e Juventino (Artes), os 9os anos visitaram a cidade de Curitiba para um contato direto com o conteúdo abordado em sala. Claro, também aproveitamos para uma voltinha em alguns pontos turísticos, como a primeira parada, o belo Jardim Botânico.

Na sequência, um dos focos da viagem para as duas disciplinas: Museu Oscar Niemeyer, que foi um momento inédito em que os estudantes ficaram apaixonados pelas mostras artísticas expostas. Juventino, professor de Artes, conta que “artistas plásticos, como Juliana Stein, destacam-se por paralisar o olhar do observador, conectando-o com seu interior”.  

O grupo admirou as artes do pintor italiano Alfredo Volpi, do mineiro Alfredo Ceschiatti e do paulista Nelson Leirner em sua homenagem a Mondrian, com suas cores primárias e a ausência no branco, uma mistura de tudo na representação da cor preta. Os alunos ainda puderam contemplar as esculturas contemporânea e milenares Asiáticas.
O MON é um dos principais pontos turísticos da capital paranaense, também conhecido popularmente como Museu do Olho, devido ao design de seu edifício.
Em História, o próprio Niemeyer foi destaque por seu legado como arquiteto e pela participação ativa durante o governo de Juscelino Kubitschek com obras mundialmente famosas, incluindo a capital do País, Brasília. O próprio museu possui seus traços.

Além do museu em si, diversas exposições foram apreciadas pelos alunos, novamente recebendo destaque em História e Artes a mostra de peças históricas originais do continente asiático. Cultura, política e religião podiam ser analisados desde simples recipientes de cerâmica – mas com seus 3 mil anos de existência – até grandes obras de arte como esculturas, peças de metal, tapeçarias… O suficiente para impressionar inclusive os professores!

Após um almoço caprichado, visitamos a Ópera de Arame também por sua ligação histórica com a cidade, o parque Tanguá e chegamos em um lugar que sempre recebe muito destaque pelo professor de História: O Museu do Expedicionário. Além de relíquias do período da Segunda Guerra Mundial (armas, uniformes, equipamentos, mapas…). O grupo foi surpreendido pela presença de um membro da Força Expedicionária Brasileira (FEB) presente no local contando suas experiências! Alunos e professores ficaram impressionados tentando conciliar o passeio pelo museu e sentar para ouvir o expedicionário. Um período histórico conturbado e de grande importância em todas as áreas de conhecimento, sendo trabalhado com os comentários do professor e com uma palestra de um personagem que esteve presente na campanha brasileira na Itália.

Como último momento da viagem, uma breve visita ao centro histórico nos permitiu ter uma ideia de como ocorreu o desenvolvimento urbano planejado de Curitiba, onde praças, monumentos, casas antigas coloridas e até a Catedral receberam a devida atenção. Um passeio que, além de superar as expectativas dos professores, proporcionou boas experiências aos alunos!

Clique aqui e confira todas as fotos do evento.

Mais que formação, é transformação!

0 Comentários

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*